É de lei!

Comissão da Câmara discute dragagem de rios gaúchos

Mauricio Tonetto/Secom
Porto Alegre inundada pelas fortes chuvas de abril e maio

A comissão externa da Câmara dos Deputados que acompanha os danos causados pelas enchentes no Rio Grande do Sul promove mais uma audiência nesta quarta-feira (10). Desta vez sobre o desassoreamento e dragagem dos rios do estado do Rio Grande do Sul.

O debate atende a pedido do coordenador do colegiado, deputado Marcel Van Hattem (Novo-RS), e será realizado a partir das 9h30, no plenário 8.

Veja a lista de convidados

Desassoreamento é o processo de remoção de sedimentos acumulados no leito de rios, lagos ou canais. Já dragagem é um tipo específico de desassoreamento, focado na remoção mecânica desses sedimentos utilizando equipamentos como dragas. Ambos os processos buscam restaurar a profundidade original do corpo d’água.

A falta de dragagem no rio Guaíba e em rios que desembocam nele é apontada como uma das causas das recentes cheias no Rio Grande do Sul.

 

“É essencial discutir e implementar técnicas eficazes de desassoreamento e dragagem dos rios, pois o acúmulo de sedimentos nos leitos dos rios diminui a capacidade de escoamento das águas, aumentando o risco de transbordamentos e enchentes”, explica Van Hattem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo