Brasil & Mundo

Hospital do Servidor Estadual: tempo seco e quente pode agravar a tosse seca e rinite

A onda de calor que atinge algumas regiões do país desde a semana passada deve ser prolongada até pelo menos o final desta semana, segundo informações do Climatempo.

Boletim divulgado pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) aponta que a previsão para as regiões Centro-Oeste e Sudeste é de altas temperaturas e tempo seco na maior parte das duas regiões. Em São Paulo, a umidade do ar tem variado entre 20% e 30% durante o dia, o que é considerado crítico. A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera adequada para a saúde valores entre 50% e 60%.

“As temperaturas acima da média ajudam a acentuar a baixa umidade e em consequência aumentam a concentração de poluentes no ar, provocando a irritação das vias aéreas e a tosse seca”, explica a médica Maria Vera Cruz, pneumologista do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE).

Tosse seca

A tosse seca é um mecanismo de defesa do sistema respiratório em que os cílios pulmonares expelem partículas variadas presentes nas vias aéreas. Quando a manifestação não melhora após algumas semanas, pode ser considerada persistente.

Os palpites sobre as causas da tosse seca persistente são diversos, mas apenas o profissional médico pode chegar a um diagnóstico e indicar o tratamento adequado, já que a tosse seca prolongada é um sintoma. Ela pode ter diversas causas, sendo as mais frequentes as alergias, asma, sinusite, refluxo gastresofágico, infecções respiratórias pulmonares e como resposta do organismo às condições ambientais.

Confira algumas orientações que podem trazer benefícios:

Hidrate-se com frequência;
Pessoas em tratamento de problemas respiratórios devem seguir as orientações e prescrições médicas corretamente;
Manter os ambientes limpos para minimizar a presença de poeira e ácaros;
Ventilar a casa e os locais fechados diariamente;
Deixar água, em vasilhas ou baldes, nos ambientes. Toalhas molhadas também podem ajudar.

Crianças e idosos precisam de mais atenção. No primeiro grupo é comum que aconteçam quadros de sangramento nasal, falta de ar, tontura, olhos e lábios desidratados, enquanto nos idosos a desidratação e hipotensão são questões que podem surgir.

Rinite 

Outro problema que pode ocorrer nessas condições climáticas é a rinite, que é uma condição inflamatória nasal que pode ser causada por alergias ou infecções virais. “Os sintomas incluem nariz entupido, coceira nasal, coriza e espirros. A rinite alérgica pode ser tratada com lavagem nasal com soro fisiológico, anti-histamínicos indicados por um profissional médico e controle ambiental dos alérgenos”, explica Andrea Almeida, infectologista do HSPE. Ela complementa que a rinite viral geralmente desaparece por conta própria em alguns dias.

As especialistas recomendam que, caso a tosse seca persistente ou outro sintoma esteja prejudicando o bem-estar do paciente, é importante procurar ajuda médica. Em caso de piora do quadro, como a presença de febre, mudança da cor do muco e dores musculares, a busca por um profissional deve ser feita o mais rápido possível, lembrando que o uso de medicamentos não deve ser feito sem orientação médica.

O post Hospital do Servidor Estadual: tempo seco e quente pode agravar a tosse seca e rinite apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo